Mistérios e segredos da Ilha de Páscoa

A Ilha de Páscoa, também chamada de Rapa Nui, é um dos lugares que mais fascinam e intrigam cientistas e curiosos no mundo.

O local fica na Polinésia Oriental e é tido como a última fronteira da América do Sul, tendo sido descoberta no ano de 1722, pelo explorador holandês Jacob Roggeveen.

A Ilha passou a ter esse nome quando Roggeveen atravessou o Pacífico partindo do Chile. Após 17 dias de viagem, o explorador desembarcou na ilha em um domingo de Páscoa.

O explorador ficou espantado não apenas com a beleza do local, mas com as construções misteriosas espalhadas por toda a ilha, os moais.

Posteriormente, a Ilha de Páscoa foi integrada ao Chile, cuja costa está localizada a cerca de 3500 quilômetros de distância.

ilha-de-pascoa-cima

Os Misticismos da Ilha de Páscoa

A Ilha de Páscoa tem seu surgimento ligado aos navegadores do oeste do Pacífico que aportaram no local e criaram, por volta do ano 900 e 1000, uma civilização singular e misteriosa. Eles acreditavam que no local estava situado o “umbigo do mundo”.

Há uma teoria que diz ainda que os nativos devastaram a floresta do lugar para o desenvolvimento da agricultura. Os habitantes da ilha seriam agricultores inteligentíssimos, que fertilizavam os campos agrícolas com material vulcânico.
Mas, certamente o maior mistério da Ilha de Páscoa são os notáveis moais, que são grandes estátuas de pedra vulcânica, que medem entre 1 a 10 metros de altura, e chegam a pesar até 80 toneladas. Há 887 estátuas de pedras gigantes na ilha.

Esses monumentos estão espalhados por toda a extensão do local, sendo o último legado dessa civilização. O motivo e a função das construções são alvos de suposições e debates até hoje, mas a realidade, é que as estátuas se transformaram em pontos turísticos.

ilha-de-pascoa-baixo

Como Mover 80 Toneladas?

Deve ter havido muito esforço para construir os monumentos e movimentá-los ao redor da ilha. Basta imaginar o esforço necessário para mover mais de 80 toneladas com os poucos recursos da época, sendo que se especula que a ilha tenha tido a sua primeira ocupação humana antes do ano 900.

Pensando assim, alguns pesquisadores, precisamente na década de 1980, fizeram réplicas das estátuas com mesmas dimensões e peso. Esses pesquisadores tentaram em vão mover as estátuas, e consideraram o feito um trabalho impossível.

Recentemente um grupo de pesquisadores fez uma nova simulação com uma réplica das estátuas e obteve exito ao movê-la, embora a réplica utilizada tivesse “apenas” 10 toneladas. A técnica consistia em balançar a estátua, de um lado para o outro, utilizando cordas amarradas na parte de cima da estátua, enquanto uma outra corda de sustentação segurava a estátua por trás para evitar que ela tombasse enquanto “caminhava”.

Apesar disso, há que acredite que as estátuas foram criadas por alienígenas. O escritor Erich von Daniken possui a teoria de que, assim como as pirâmides do Egito, as estátuas da Ilha de Páscoa não foram construídas somente por humanos. Entretanto, uma coisa é fato: as pedras utilizadas para a construção das estátuas foram realmente movidas de lugar. O material foi extraído de um vulcão extinto no lado nordeste da ilha.

replica-de-moai

Para Que Foram Construídos os Moais?

A verdade é que não se sabe ao certo o motivo das construções.

Há estudiosos que dizem que as construções eram uma forma de fazer homenagens a antepassados. Contudo, devido a falta de registros historiográficos da ilha, é impossível ter certeza.

A posição estratégica das estátuas, de costas para o mar e olhando para o vilarejo, sugeria que os mortos continuassem a olhar pelo seu povo.

Ritual de Sepultamento

Muitas das estátuas estavam enterradas e foram escavadas para poderem ser expostas.
Ao serem escavadas, algumas estátuas revelaram que além da cabeça, possuíam um enorme torso enterrado.

Sobre o torso de pedra há escritas não decifráveis, e outra curiosidade é que havia um pigmento vermelho utilizado nos buracos em que a pedra estava enterrada.

Para tornar a coisa ainda mais curiosa, ossos humanos foram encontrados ao redor das estátuas que estavam no buraco. Isso leva a acreditar que os antigos usavam o pigmento como parte do ritual de sepultamento.

estatua-entenrrada

O Mistério Continuará

Muito ainda será especulado sobre o mistério dessa civilização. Entretanto, o conhecimento desse povo e as técnicas por eles utilizadas, nunca serão totalmente descobertos devido a carência de registros da história.
Assim, a Ilha de Páscoa continuará a sendo um dos lugares mais misteriosos e inexplicáveis do planeta.

Adicione um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

loading...